Todos os países do mundo estão ponderando o assunto Bitcoin. Isso não é uma grande surpresa, já que essa tecnologia não pode mais ser ignorada. No Cazaquistão, o governo e o banco central não exatamente encaram esse problema de mente aberta. Na verdade, o objetivo parece ser apresentar uma posição bastante difícil em relação às operações de câmbio e mineração, e já foram elaboradas propostas para restringir essas atividades em andamento.

Há algumas ressalvas em relação a essas novas propostas, no entanto. Em primeiro lugar, o presidente do banco central do Cazaquistão admite que não sabe nada sobre criptomoedas. Alguém que é ignorante não pode tomar decisões dessa natureza. Não é preciso muito esforço para adquirir um entendimento básico sobre como as criptomoedas funcionam nos dias de hoje. Qualquer um pode tornar-se um auto-professado especialista em criptomoedas nos dias de hoje.

Dito isto, as propostas do Cazaquistão não são favoráveis. A restrição das atividades de criptografia financeira no país irá dificultar a inovação. O banco central do Cazaquistão quer proteger o público do risco especulativo. Uma idéia que na superfície parece interessante, embora as pessoas sejam mais do que capazes de tomar suas próprias decisões. Proibir o intercâmbio de moedas nacionais para Bitcoin e altcoins é um grande passo para trás.

Daniyar Akishev, Presidente do Banco Central, comentou sobre os planos em uma coletiva de imprensa recente:

Enviamos nossas propostas para o governo, no qual sugerimos a realização de uma série de medidas mais duras, incluindo a proibição do câmbio da moeda nacional para criptomoedas, proibindo as atividades de algumas empresas do setor e assim por diante.

Além disso, forçar as pessoas a interromper a mineração de criptomoedas também não é uma ótima idéia. No entanto, nenhuma dessas propostas foi aprovada até agora. Cabe ao governo do Cazaquistão revisar as sugestões e tomar uma posição. É louvável que o governo queira abordar o assunto das criptomoedas. Porém, proibí-las nunca é a resposta, para dizer o mínimo. Esta abordagem cria um precedente muito ruim para o resto do mundo.

Por enquanto, ainda não se sabe como esses esforços se desenrolarão. O Cazaquistão terá que reconhecer que a proibição das criptomoedas é impossível, pelo menos na prática. Assim como a restrição das atividades de mineração. Sem sequer tentar entender as criptomoedas, decisões como essas não devem ser feitas. O Cazaquistão está em uma posição única, em que pode estampar o poster do progresso ou, eventualmente, servir como um alerta ao retrocesso.

Comentários do Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome