Os entusiastas da tecnologia Ethereum acordaram em pânico esta manhã. A The DAO (Descentralized Autonomous Organization), uma proposta baseada na rede Ethereum que levantou mais de US$ 150 milhões em Ether através da venda de tokens, sofreu um ataque durante esta madrugada (17/06). Durante o ataque, que durou cerca de 8 horas, pouco menos da metade do valor arrecadado em Ether no período de pré-venda (cerca de US$ 60 milhões) foi desviada do endereço da The DAO.

Ataque ao DAO reflete no preço do Ether

Como era de se esperar, o ataque refletiu no preço do Ether. Cotado em US$ 21,50, despencou cerca de 27% após a notícia, chegando a valer $15,59 durante a maior baixa. O preço do Bitcoin também caiu cerca de 6% esta manhã.

Não é nenhuma surpresa que o mercado de criptomoedas esteja em pânico. Os fundos investidos na DAO representavam mais de 10% de todo o Ether em circulação.

O roubo a The DAO pode ser acompanhado em tempo real: através deste endereço para o Etherscan, que inspeciona a blockchain do Ethereum, e também por meio do endereço para o qual o hacker estaria transferindo os fundos. É possível conferir o fluxo de Ether com origem no endereço da DAO para a carteira do hacker nesta lista. A última transferência, no valor de 258 Ether, aconteceu a cerca de 3 horas atrás.

Ainda não está claro como os fundos da DAO foram acessados. A comunidade em torno da DAO tenta encontrar respostas. “Eu acredito que a DAO chegou ao seu fim”, escreve um usuário mais pessimista.

Outros não estão tão certos disto. Stephan Tual, co-fundador da startup Slock.it, que está por trás da criação da The DAO, afirma que há uma maneira de consertar o problema e tornar a economia do Ethereum mais robusta. A sua proposta é que os mineradores da rede Ethereum cheguem a um consenso e efetuem um “rollback”, uma operação que restauraria a blockchain para um ponto anterior ao ataque.

O mesmo procedimento foi aplicado no Bitcoin em 2010, com o fim de consertar um problema técnico da rede. A diferença é que na época, o Bitcoin era cotado em centavos de Dólar, uma realidade distante dos mais de US$ 11 bilhões em circulação hoje. O Ethe,  mesmo sendo um projeto recente, já conta com cerca de US$ 1,3 bilhões em circulação.

A maior crítica ao possível rollback é o fato do procedimento diminuir perigosamente a credibilidade do projeto Ethereum. Afinal, o Ethereum surgiu com a proposta de ser totalmente descentralizado e além do controle de qualquer indivíduo ou grupo. Stephen Tual tem uma resposta para isso: “É preciso comparar esta situação ao ataque a um servidor de um banco, onde os hackers podem alterar os números sem que ninguém se dê conta”, diz Tual. “Neste caso, é totalmente diferente. Se todos os mineradores se unirem e concordarem com o rollback, é uma ação comunitária e transparente.”

Fontes: qz.com | DAOhub | Etherscan

 

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome