O mercado de criptomoedas é tradicionalmente povoado por investidores ousados, mas informação é fundamental antes de se aventurar.

Quem está começando a investir em criptomoedas precisará aprender a identificar e evitar fraudes em potencial.

Abaixo, listamos algumas das fraudes mais comuns:

ICOs fraudulentas

Muitas vezes, é difícil avaliar se uma ICO é legítima ou não.

Antes de investir, você deve verificar o envolvimento de figuras respeitáveis ​​para determinar se o projeto é liderado por uma equipe legítima.

Se você conhece a tecnologia blockchain, ler o white paper do projeto pode esclarecer se o objetivo da ICO é financiar um protótipo de trabalho funcional, ou se trata-se apenas de um conceito teórico não comprovado.

Mesmo após seguir estas etapas, ainda não há certeza de que o projeto terá sucesso a longo prazo e lhe dará um retorno. Vitalik Buterin, fundador da Ethereum, disse recentemente que “90% dos tokens criptográficos estão destinados ao fracasso”. Portanto, dedique o tempo que for necessário para tomar uma decisão embasada e não se deixe levar pelo entusiasmo de outros.

Carteira falsas

As carteiras online são uma das maneiras mais arriscadas de armazenar criptomoedas se não forem corretamente avaliadas.

Use carteiras de provedores respeitáveis ​​e preferencialmente aqueles que não armazenam sua chave privada – e, portanto, não conseguem acessar seus fundos.

Entre estas, estão a MyEtherWallet para Ethereum e Electrum para Bitcoin.

Roubos de carteira

Os e-mails do Scam são prevalentes no domínio das criptomoedas.

Inscrever-se em sites de serviços relacionados à blockchain pode expor seu endereço de e-mail, o que pode resultar em receber e-mails de fraudes personalizados.

Recentemente, uma série de entusiastas da Ethereum receberam e-mails de um endereço alegando ser da MyEtherWallet. Eles foram solicitados a se conectar a uma versão falsa do site para evitar a perda de seus fundos.

Um sinal de alerta exibido pelos e-mails foi o endereço de e-mail de onde eles vieram – no-reply@myetherwallet.coml ” e ” no-reply@myehterwallet.com “, em vez de “no-reply@myetherwallet.com”.

Scammers muitas vezes se apresentam como fornecedores de carteiras como uma maneira de assustar os clientes para divulgar suas chaves privadas.

Exchanges falsas

Ao comprar e vender criptomoedas, assegure-se de usar uma exchange respeitável e reconhecida.

Embora pequenos trades possam ser seguros, exchanges maiores e com mais tempo no mercado são geralmente uma aposta melhor. Usar exchanges com maior volume também o ajudará a evitar estranhas flutuações de preços ou manipulação.

Algumas exchanges populares incluem Poloniex, ShapeShift, Bittrex (internacionais), Foxbit e Walltime (brasileiras).

Anúncios do Slack bot

Muitos interessados em projetos de blockchain mantém-se atualizados com os desenvolvimentos dos projetos que acompanham através dos canais no Slack.

Isso também permite aos usuários interagir com a equipe de desenvolvimento e outros fãs do projeto.

Muitos golpistas usam bots no Slack para se passarem pela equipe de desenvolvimento e enviar “anúncios” para usuários em um grupo.

Os usuários podem receber e-mails falsos do canal pedindo que iniciem suas carteiras através de um link oferecido pelos golpistas. Esse link leva até um site de phishing, que coleta as informações de login da vítima à medida que elas entram.

Essas são apenas algumas das práticas mais usadas pelos golpistas. O mercado de criptomoedas apresenta oportunidades incríveis, mas os riscos acompanham na mesma medida. Mantenha-se alerta!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor digite o seu nome