Início Site Página 9

O que é Bitcoin?

É a primeira rede de pagamento descentralizada onde os próprios usuários gerenciam o sistema, sem a necessidade de um intermediador ou autoridade central.

Bitcoins não são emitidos por nenhum governo, e o seu valor é determinado livremente pelos indivíduos no mercado. É a forma ideal de pagamento para transações online, oferecendo um método rápido, barato e seguro de transferir fundos em qualquer parte do mundo sem precisar de terceiros.

De uma forma simplificada, o Bitcoin represente uma revolução: ele está para o dinheiro assim como o e-mail está para a troca de informações.

Ninguém é dono da rede Bitcoin, assim como ninguém é dono da tecnologia por trás do e-mail. A rede Bitcoin compartilha um registro público chamado blockchain, que contém todas as transações já processadas, permitindo que cada usuário verifique a validade das transações. Cada transação é protegida por meio de uma assinatura digital, que garante a sua autenticidade e previne contra fraudes no sistema.

Os pagamentos em Bitcoin são mais fáceis de fazer do que com cartões de cŕedito ou débito, por exemplo, e podem ser recebidos sem que você possua uma conta de comerciante. Os valores são transferidos de ou para uma carteira digital, que conta com um endereço único em toda a rede.

Quais as vantagens do Bitcoin?

Uma moeda deflacionária: Enquanto as moedas emitidas por governos centrais estão a constante mercê da inflação e ajustes cambiais, o Bitcoin é uma moeda deflacionária. O número de bitcoins disponíveis no mercado é pré-definido em seu algoritmo, e está limitado a um máximo de 21 milhões de unidades. O algoritmo usado no controle da quantidade de bitcoins foi escolhido por se aproximar do ritmo em que commodities como o ouro são mineradas.

Taxas incrivelmente baixas: Os pagamentos em Bitcoin são processados com taxas muito pequenas ou mesmo inexistentes. Taxas de transação podem ser incluídas caso os usuários desejem tratamento prioritário na confirmação da transação. Existem também alguns processadores comerciais que auxiliam os comerciantes na hora de converter os bitcoins em moedas fiduciárias, depositando estes fundos direntamente nas contas bancárias dos mesmos diariamente.

Liberdade de pagamento: Com o Bitcoin, você envia e recebe qualquer quantia de dinheiro instantaneamente em qualquer lugar do planeta a qualquer hora. O Bitcoin coloca seus usuários em pleno controle de seu dinheiro. O Bitcoin é a única moeda verdadeiramente global, e criar uma carteira é simples como abrir uma conta de e-mail.

Transparêcia e neutralidade: Toda informação em relação ao Bitcoin está disponível na blockchain para que qualquer pessoa possa verificar. Ninguém pode controlar ou manipular o protocolo Bitcoin, uma vez que este é protegido por criptografia.

Segurança e controle: O Bitcoin oferece aos seus usuários controle total sobre suas transações. É impossível que comerciantes forcem cobranças indesejadas ou que não são notificadas, como ocorrre com outras formas de pagamento (como fraudes de cartão de crédito, por exemplo). A qualidade do código do Bitcoin tornam a moeda e as transações infalsificáveis.

Sem impostos: Como a rede Bitcoin não é centralizada, não há como órgãos do Estado saberem quantos bitcoins você possui. Isso significa que cobrar impostos sobre bitcoins é uma tarefa quase impossível de se colocar em prática. No entanto, caso você reverta seus fundos para uma conta corrente, por exemplo, você estará sujeito às taxações normais sobre renda.

Anonimato: Os pagamentos podem ser realizados sem vincular suas informações pessoais às transações. Isso significa que você pode enviar ou receber valores de qualquer pessoa ou organização, sem que as suas informações pessoais ou as informações da outra parte sejam registradas. Esta característica do Bitcoin também oferece uma proteção extra contra furto de identidade.

Ataque à The DAO Gera Pânico e Põe Descentralização em Xeque

Os entusiastas da tecnologia Ethereum acordaram em pânico esta manhã. A The DAO (Descentralized Autonomous Organization), uma proposta baseada na rede Ethereum que levantou mais de US$ 150 milhões em Ether através da venda de tokens, sofreu um ataque durante esta madrugada (17/06). Durante o ataque, que durou cerca de 8 horas, pouco menos da metade do valor arrecadado em Ether no período de pré-venda (cerca de US$ 60 milhões) foi desviada do endereço da The DAO.

Ataque ao DAO reflete no preço do Ether

Como era de se esperar, o ataque refletiu no preço do Ether. Cotado em US$ 21,50, despencou cerca de 27% após a notícia, chegando a valer $15,59 durante a maior baixa. O preço do Bitcoin também caiu cerca de 6% esta manhã.

Não é nenhuma surpresa que o mercado de criptomoedas esteja em pânico. Os fundos investidos na DAO representavam mais de 10% de todo o Ether em circulação.

O roubo a The DAO pode ser acompanhado em tempo real: através deste endereço para o Etherscan, que inspeciona a blockchain do Ethereum, e também por meio do endereço para o qual o hacker estaria transferindo os fundos. É possível conferir o fluxo de Ether com origem no endereço da DAO para a carteira do hacker nesta lista. A última transferência, no valor de 258 Ether, aconteceu a cerca de 3 horas atrás.

Ainda não está claro como os fundos da DAO foram acessados. A comunidade em torno da DAO tenta encontrar respostas. “Eu acredito que a DAO chegou ao seu fim”, escreve um usuário mais pessimista.

Outros não estão tão certos disto. Stephan Tual, co-fundador da startup Slock.it, que está por trás da criação da The DAO, afirma que há uma maneira de consertar o problema e tornar a economia do Ethereum mais robusta. A sua proposta é que os mineradores da rede Ethereum cheguem a um consenso e efetuem um “rollback”, uma operação que restauraria a blockchain para um ponto anterior ao ataque.

O mesmo procedimento foi aplicado no Bitcoin em 2010, com o fim de consertar um problema técnico da rede. A diferença é que na época, o Bitcoin era cotado em centavos de Dólar, uma realidade distante dos mais de US$ 11 bilhões em circulação hoje. O Ethe,  mesmo sendo um projeto recente, já conta com cerca de US$ 1,3 bilhões em circulação.

A maior crítica ao possível rollback é o fato do procedimento diminuir perigosamente a credibilidade do projeto Ethereum. Afinal, o Ethereum surgiu com a proposta de ser totalmente descentralizado e além do controle de qualquer indivíduo ou grupo. Stephen Tual tem uma resposta para isso: “É preciso comparar esta situação ao ataque a um servidor de um banco, onde os hackers podem alterar os números sem que ninguém se dê conta”, diz Tual. “Neste caso, é totalmente diferente. Se todos os mineradores se unirem e concordarem com o rollback, é uma ação comunitária e transparente.”

Fontes: qz.com | DAOhub | Etherscan

 

Vcash (XVC)

Rank Preço Capitalização Volume Unidades 24h(%)
$ 0.0000 $ 0.00 $ 0 0

Anteriormente conhecida como Vanillacoin, a Vcash foi projetada de uma maneira inovadora. Ela tem como objetivo previnir espionagem e censura, promovendo transações descentralizadas e que usam energia eficientemente. A Vcash também se diferencia de outras altcoins por não ter tido uma fase de pré-mineração ou pré-venda.
Uma das maiores inovações da Vcash é a tecnologia ZeroTime. Ela permite que as transações sejam feitas quase que em tempo real de uma maneira segura, enquanto a rede do bitcoin pode levar até duas horas para confirmar uma transação.


Demonstração de uma transação Vcash com ZeroTime

Como minerar Vcash

A Vcash está em constante desenvolvimento, e a sua mineração pode ser feita de maneira solo ou compartilhada (pool mining). No entanto, de acordo com os desenvolvedores, a mineração solo não é mais viável devido a dificuldade, que é alterada a cada bloco minerado.
Se você tem interesse em minerar Vcash em uma pool, as maiores atualmente são Vcash Pool e Supernova.

Como comprar Vcash

Atualmente, não existe uma exchange no Brasil que ofereça Vcash. Assim como a maioria das altcoins, a Vcash pode ser adquirida nas bolsas internacionais Bittrex e Poloniex.

Mídias Sociais

Site Oficial | Twitter | Facebook | Fórum Oficial | IRC | Grupo Vcash BRasil XVC

Cotação Vcash/Bitcoin


Ethereum: O que você precisa saber antes de investir

Fonte: ethereum.org

Muito tem se especulado sobre como a tecnologia da blockchain impactará no mundo dos negócios. O clima de otimismo em torno das criptomoedas é claro, e cada vez mais investidores manifestam interesse por esse mercado. No entanto, até o momento existem poucas criptomoedas alternativas (altcoins) que oferecem uma proposta diferente do bitcoin.m

O bitcoin tem cada vez mais apelado aos investidores com tolerância para mercados de risco. Embora citado muitas vezes como sendo um mercado muito volátil, o bitcoin ainda se mantém como uma das moedas digitais mais estáveis.

Nesse sentido, o ether (ETH), uma criptomoeda associada à plataforma Ethereum, surge como uma opção para investidores mais aventureiros. O volume de ether transacionado no mercado vem aumentando a saltos largos. De janeiro até junho desse ano, o ether mais do que triplicou de valor. A notícia da inclusão do ether em exchanges como a Okcoin, maior mercado online de criptomoedas, contribui bastante para o clima de otimismo em torno do ether.

Preço do Ether
Figura 1 – Preço do Ether durante a primeira metade de 2016

Diferente do bitcoin, o ether não foi projetado com a finalidade de servir como uma moeda digital global. A sua finalidade é servir como remuneração para ações específicas que ocorrem no ambiente da plataforma Ethereum.

Dentro da rede Ethereum, é possível rodar aplicações descentralizadas que funcionam com autonomia por meio de smart contracts, ou contratos inteligentes. Basicamente, estes contratos garantem que, quando uma determinada condição é preenchida, a clausa correspondente à esta é executada.

Conheça o The DAO, uma implementação popular dos smart contracts

Como a mineração de ether impacta no preço

Uma das razões para o aumento constante no preço do bitcoin é a introdução progressivamente reduzida de novos bitcoins no mercado, que se dá através dos pagamentos realizados aos operadores dos computadores que processam as transações da rede bitcoin (mineradores). A mineração se dá através do sistema chamado Proof of Work (PoW), bastante exigente em capacidade de processamento.

A versão atual do Ethereum, chamada Homestead, também opera por meio de um protocolo PoW semelhante. Um novo bloco é criado a cada 15 segundos, que dá origem a 5 novos ETH. Os mineradores que contribuem descobrindo a solução do enigma usado na mineração, mas não conseguem incluir os blocos minerados, também recebem uma compensação, que varia de 2 a 3 ethers.

No entanto, os desenvolvedores já anunciaram que irão substituir o protocolo de mineração por outro mais eficiente, baseado no mecanismo de Proof of Stake. Essa mudança deve ocorrer com o lançamento da versão Casper, que deve acontecer entre o final de 2016 e início de 2017.

Com a introdução do Casper, essa taxa de criação de novos ethers provavelmente diminuirá. Uma das características mais impactantes do novo protocolo é que ele não permitirá a validação de novas transações a menos que os nodes empregados na mineração ofereçam um depósito de segurança. Caso o protocolo determine que um node produziu um bloco inválido, o node perderá tanto o depósito de segurança quanto a habilidade de participar no processo de consenso. Atualmente, não existe esta penalidade para a produção de blocos inválidos.

Ao mudar os incentivos da mineração, espera-se que o Casper seja mais eficiente que a versão atual. No entanto, a mudança de protocolo também pode significar que o valor do ether será ajustado levando em conta a nova realidade do funcionamento da rede Ethereum.

O fator volatilidade

Devido a estar ainda em sua infância, o Ether vem sofrendo flutuações enormes em seu preço. Em janeiro de 2016, era negociado a pouco menos de US$ 1. Na metade do mês de fevereiro, seu valor já ultrapassava os US$ 6, chegando a impressionantes US$ 15 na primeira metade do mês de março. Entre os meses de abril e maio, o preço se manteve relativamente estável, próximo dos US$ 8. Com o início das vendas dos Tokens DAO (outro projeto promissor baseado na plataforma Ethereum), que só podiam ser adquiridos por meio do envio de ether, levaram o preço novamente para a margem dos US$ 14.

Enquanto essas variações bruscas podem afastar investidores com maior aversão ao risco, certamente representam uma ótima oportunidade para traders. É possível adquirir ether por meio de moeda fiduciária quanto bitcoins, e algumas exchanges aceitam uma ampla variedade de outras criptomoedas. No Brasil, as grandes exchanges ainda não operam com ether, mas já foram dados indícios de que a moeda em breve será oferecida por aqui.

O quão segura é a rede Ethereum?

Com mais de 7 anos de desenvolvimento, a rede bitcoin é considerada pela maioria dos entusiastas de criptomoedas como sendo a blockchain mais segura. Foram poucos os problemas de segurança significativos levantados durante este tempo. Mesmo grandes empresas tem manifestado interesse nas várias aplicações em potencial permitidas pela tecnologia bitcoin.

Já o Ethereum tem enfrentado críticas mais duras, a maioria delas centradas no fato da curta existência da plataforma, lançada a menos de dois anos. Além disso, a rede Ethereum sofreu menos tentativas de ataque que o bitcoin, e consequentemente, passou por menos testes do que a sua antecessora.

No entanto, uma preocupação levantada quanto às duas moedas é a concentração excessiva do poder de mineração na mão de um grupo pequeno de indivíduos ou empresas.

Enquanto os dados da blockchain do bitcoin informam que apenas cinco empresas controlam cerca de 80% da capacidade de mineração, um mesmo número de empresas aparentemente exercem controle sobre 85% do poder de mineração da rede Ethereum.

Além disso, enquanto a maior empresa mineradora de bitcoin, a F2Pool, é responsável por cerca de 25% da hashrate da moeda, a maior mineradora de ether, a dwarfpool, controla aproximadamente 40% do poder de mineração da mesma.

Enquanto versões novas do Ethereum são lançadas pelos desenvolvedores, vários críticos preveem que o ether enfrentará problemas de segurança piores do que o bitcoin. Se eles estão certos ou não, somente o tempo dirá. O fato que não pode ser negado é que o Ethereum é um projeto incrível. Se ele será a solução definitiva para a popularização das blockchains, ainda é cedo para dizer. O mais importante é ele ter aberto as portas para o universo de possibilidades que a interação entre blockchains e contratos inteligentes representa.

Bitcoin

Rank Preço Capitalização Volume Unidades 24h(%)
$ 0.0000 $ 0.00 $ 0 0

O Bitcoin é a primeira rede de pagamentos descentralizada onde os próprios usuários gerenciam o sistema, sem a necessidade de um intermediador ou autoridade central regulando as transações. Bitcoins não são emitidos por nenhum governo, e o seu valor é determinado livremente pelos indivíduos no mercado. É a forma ideal de pagamento para transações online, oferecendo um método rápido, barato e seguro de transferir fundos de e para qualquer parte do mundo.

De uma forma simplificada, o Bitcoin represente uma revolução: ele está para o dinheiro assim como o e-mail está para a troca de informações.

Confira abaixo os guias que preparamos para você entender melhor a tecnologia Bitcoin.

O que é Bitcoin?

Como comprar Bitcoin

Ripple (XRP)

Rank Preço Capitalização Volume Unidades 24h(%)
$ 0.0000 $ 0.00 $ 0 0

Ripple, além de ser o nome de uma criptomoeda (XRP), é também o nome do sistema de pagamentos através do qual esta moeda é transferida. O objetivo do sistema, de acordo com os desenvolvedores, é permitir que as pessoas se libertem das amarras do sistema financeiro e suas regulações e burocracias, oferecendo um ambiente através do qual dinheiro pode ser transmitido de um usuário para outro sem taxas de conversão, taxas de transferência e, principalmente, sem demoras no processamento das transações. Com o Ripple, é possível realizar uma transferência em poucos segundos.

O Ripple foi desenvolvido com o propósito de conectar os diferentes sistemas de pagamento. Não pretende ser um substituto para o Bitcoin, mas sim tornar o Bitcoin e outras altcoins mais acessíveis ao grande público. Uma diferença importante do Bitcoin é que o Ripple permite que você tenha acesso à todas as informações de uma conta, e não apenas das transações realizadas.

O sistema de transações do Ripple não coleta taxas de processamento como o PayPal e bancos convencionais. Ele coleta, no entanto, uma fração minúscula (equivalente a 1 milésimo de centavo) em cada transação, que é recolhida e destruída. Este método funciona como um mecanismo de segurança contra indivíduos mal-intencionados, que queiram executar milhões de transações de uma só vez, por exemplo.

Como comprar Ripple

Diferente de outras altcoins, o Ripple não conta com a possibilidade de mineração. O método de confirmação de transações no Ripple, chamada de consenso, utiliza pouco poder de computação. O tempo de confirmação é adaptado conforme a latência da rede, e as transações são irreversíveis a partir do momento em que são confirmadas.

A OpenCoin, companhia por trás do Ripple, pretende reter 50% das moedas (XRP). A outra metade estará na mão de usuários e distribuída entre diversas exchanges. Essa distribuição faz parte da estratégia da Ripple para popularizar o seu sistema de pagamentos. Atualmente, cerca de 35% dessas moedas já foram distribuídas, e outros 15% devem ser distribuídos ao longo dos pŕoximos anos. Isto torna o Ripple uma criptomoeda centralizada que opera em uma rede descentralizada, em vez de ambas a moeda e a rede serem descentralizadas, como é o caso do Bitcoin.

Você pode adquirir Ripple através das exchanges Poloniex, Bittrex e Kraken.

Mídias Sociais

Site Oficial | Forum | LinkedIn | Twitter | Facebook

Cotação Ripple/Bitcoin


siga-nos

1,875FãsCurtir
198SeguidoresSeguir

Postagens recentes

Popular

Criptomoedas Amanhecem em Alta, Bitcoin dá Indícios de Reversão de Tendência

Analistas do mercado de criptomoedas sugerem que os recentes aumentos de preço podem sugerir uma recuperação mais ampla para as criptomoedas, já que mais...
criptomoedas

Bitcoin Atinge o Menor Preço Desde Dezembro, Regulações e Ataques Alimentam o Clima de...

O Bitcoin caiu abaixo de US $ 6.000 pela segunda vez em uma semana, no mesmo dia em que o CME Group encerra as negociações de contratos futuros do mês.

Facebook Volta a Permitir Anúncios de Criptomoedas, com um Porém

Em janeiro, o Facebook anunciou a proibição da publicidade relacionada à criptomoedas em sua plataforma, o que logo foi repetido pela Google. Agora o Facebook está parcialmente revertendo essa proibição.

Interesse Pelas Criptomoedas Deve Dobrar, diz o Gigante Bancário ING

Uma das descobertas mais surpreendentes da pesquisa foi que 15% dos entrevistados disseram que considerariam receber seus salários em bitcoin ou outras criptomoedas, apesar de sua notória volatilidade.

Governo Chinês Divulga Ranking de Criptomoedas, EOS Aparece em Primeira Posição

O anúncio foi uma surpresa para o mercado após o problemático lançamento oficial da EOS, no início deste mês.
Informativo Semanal
Receba nosso conteúdo exclusivo para membros. Informação que vale dinheiro!
Nós respeitamos a sua privacidade e não compartilhamos seu email com ninguém.